Design de identidade visual para a Bhakti

É difícil escolher o que eu mais gosto dentro do processo todo de design de identidade visual. Mas tem uma coisa que fica ali no topo da lista: o desafio que é criar uma identidade visual única.

Porque, vamos combinar, é um desafio. E eu gosto de ser desafiada.

Às vezes esse trabalho fica mais fácil, porque a marca já tem uma proposta assim, mais diferentona, que foge do comum. É o caso da Bhakti.

A Bhakti é uma loja de produtos para harmonizar a casa, o corpo e a alma. Além de cristais, incensos, óleos essenciais, livros e outros produtos terapêuticos, vende pequenos kits de rituais para trazer reconexão e harmonia pra essa “casa interna”, digamos, que temos dentro da gente.

design-identidade-visual-bhakti

O processo de design de identidade visual da Bhakti

Quando a Juliana me procurou pra fazer o design de identidade visual da Bhakti, conversamos muito, mas muito mesmo, e depois seguimos com uma das ferramentas que mais gosto de usar nesse processo: um questionário e um moodboard – um painel de inspirações e referências pensando não só na marca, mas principalmente no público. A gente precisa disso e de muita conversa pra conseguir alinhar algumas coisas que vão bem além do visual da marca – é uma questão de branding mesmo. Porque não dá pra fazer um design de identidade visual sem entender os valores da marca, quem é o público e como essa marca quer se colocar no mundo, o que ela quer comunicar.

Tanto no questionário como nas conversas surgiram conceitos e palavras-chave importantes e que fazem parte da alma da Bhakti: espiritualidade, conexão, equilíbrio, harmonia, calma, simetria e simplicidade. No moodboard ainda encontramos simetria, simplicidade e geometrias simples. Olha só um recorte do painel visual que a Juliana me mandou:

moodboard design de identidade visual bhakti

O design de identidade visual da Bhakti partiu desse conjunto de palavras-chave, conceitos, imagens e do briefing, considerando o perfil do público da marca também. Design é esse grande quebra-cabeças de muitas pecinhas espalhadas, mas que se conectam. 🙂

Eu vou contar um pouquinho de cada etapa do processo. Eu não trabalho separando completamente uma coisa da outra; essa separação aqui é mais pra facilitar a “contação” do processo pra você. 🙂

As cores

Eu normalmente não defino cores no início do trabalho de design de identidade visual, porque gosto de trabalhar as formas antes. Mas esse caso foi uma exceção que deu muito certo.

A Juliana tinha uma preferência por azul e dourado, porque gosta dessas cores e porque queria fugir do roxo, que é muito usado em marcas com essa pegada “espiritual”. Eu anotei essa preferência, mas expliquei pra ela, como sempre explico pra qualquer pessoa que quer fazer um bom design de identidade visual, que as cores precisam ter um porquê. Nem sempre a cor que você gosta é ideal pra sua marca – seus clientes tem que gostar das cores, e, principalmente, elas precisam fazer sentido dentro do que a marca quer comunicar. Mas no fim das contas o moodboard tava era cheio de dourados, amarelos, azuis e rosas. Casava com o que ela queria e com todas as referências da marca.

Criei uma paleta com três cores principais e três pares de tons para dar a flexibilidade que a Juliana queria para marca, com várias aplicações possíveis.

cores-design-de-identidade-visual-bhakti

A forma

Enquanto eu deixei as ideias das cores “assentando” (tenho essas coisas, gente, preciso de um tempo pras ideias se acomodarem na cabeça às vezes), eu comecei a fazer rascunhos com ideias que surgiram nas primeiras conversas. Em sânscrito, bhakti significa devoção. A partir daí comecei a trabalhar em imagens que pudessem representar devoção num sentido amplo. Acabei decidindo usar a ideia de mãos postas, unidas – um gesto que é utilizado universalmente em diversas religiões e tradições, e que é reconhecido pelo significado de prece e gratidão. Fiz o desenho de mãos postas com linhas simples, geométricas, minimalistas e de uma forma que, de ponta-cabeça, lembrasse um coração. Reproduzi esse desenho até que ele formasse uma meia mandala – uma imagem que também conversa muito com a marca, os produtos e o público.

forma-design-de-identidade-visual-bhakti

E o desenho final do logotipo ficou assim, com a palavra bhakti usando um tipo com serifa, mas modificado para unir as letras k e t:

logo-design-de-identidade-visual-bhakti

Itens complementares

Com o design de identidade visual da marca pronto, fiz os itens complementares que a marca precisava: cartões de visita e um papel tipo timbrado para escrever à mão ou imprimir. Fiz alguns mockups também, porque sei como é animador ver possibilidades de aplicação da marca no mundo real, não é?

complementares-design-de-identidade-visual-bhakti
identidade-visual-pequenas-marcas
design-de-marca
design-logo

Se você se apaixonou pela Bhakti, assim como eu, e quiser saber mais, é só visitar o instagram da marca.

E se você quer traduzir o propósito da sua marca de forma visual, me manda uma mensagem! Vou adorar conversar com você e criar algo único e sob medida pra sua marca.

designer-piracicaba

Muito prazer, eu sou a Carla!

Sou fotógrafa e designer e, aqui no canteiro, ajudo pequenas marcas a comunicarem melhor o seu propósito e a b(r)otarem suas ideias no mundo usando design, fotografia e vídeo. Saiba mais...